Viagem e Covid-19

Temos recebido algumas perguntas sobre a viabilidade de se comprar um pacote de viagem nesse momento de incertezas, então o nosso papo vai ser sobre isso.

A dúvida mais recorrente é: Quando poderemos viajar novamente ?

Isso depende muito da sua opção de destino. Não vamos falar muito em datas, porque o cenário é de bastante incertezas e nos baseamos em projeções que mudam a todo momento.

Vamos falar em cenários. Para o turismo nacional, considerarmos que a ainda não tivemos o nosso pico de contaminação e o nosso índice de isolamento está tá  abaixo do necessário, é difícil pensar em turismo nos próximos 4 meses.

Já o turismo na Europa e na América do Norte, tende a se restabelecer antes do turismo nacional, se levarmos em consideração que essas regiões em sua grande maioria já atingiram o pico de contaminação e o isolamento tem sido levado a sério.

Aos poucos os voos já estão voltando, mas a você tem que pensar no propósito da sua viagem e avaliar se é o momento.

A dúvida que fica é: Vale a pena arriscar?

Bom, isso vai depender do contexto de cada pessoa.

De fato está tendo algumas ofertas bem tentadoras e que podem representar uma economia de até 50% em alguns casos.

De maneira geral, acreditamos que você tem que que levar em consideração algumas questões.

Uma delas é estar preparado para não viajar na data marcada. Como a situação muda a cada dia, existe o risco do seu pacote ser alterado. A vantagem é que tem uma flexibilização para o reagendamento da sua viagem sem custo, mas não deixa de ser uma frustração você programar uma viagem e não poder ir.

As viagens internacionais merecem uma atenção especial. Se você viaja para uma região que não tenha estabilizado o controle da Covid-19, você corre o risco de entrar no país e ter o seu retorno dificultado em caso de cancelamento de voos ou fechamento de fronteiras.

Outra questão é a cotação do câmbio. Por conta de uma série de fatores, a cotação do dólar e do euro teve alta de quase 50%. Por mais que o valor da passagem reais esteja interessante, no seu destino o seu gasto com deslocamento, alimentação, atrações e compras, vai ser na moeda local.

Outra dica é controlar o primeiro impulso de compra e avaliar a sua situação financeira e a estabilidade da sua fonte de renda. Quem tem o hábito de viajar sabe bem como é quando é necessário solicitar o reembolso, as multas cobradas pelas cias aéreas e operadoras muitas das vezes consome quase que integralmente o valor que você pagou pelo pacote.

Bem, então é isso. Considere essas questões e faça a escolha mais segura para você e sua família.

Lembre-se, a sua experiência de viagem começa no momento da compra do seu pacote de viagem, então faça isso de maneira segura, com carinho e atenção.

compartilhe